Buscar
PORTAL
DA SAÚDE
PORTAL
24 HORAS
Iptu Issqn Refis
Refis Refis
Agência de Notícias

15/05/2019 13:52
Projeto aprovado pelo Fundo Municipal de Cultura leva empreendedorismo e artesanato a cinco bairros da cidade



Comente!

Aprender sobre empreendedorismo e arte. Assim são os encontros promovidos em cinco Clubes de Mães que recebem o projeto “A vida no lago”, desenvolvido pela Cooperativa de Artesanato, com apoio da Fundação Cultural. O projeto foi um dos nove aprovados pela comissão do Fundo Municipal de Cultura, e esta semana estará percorrendo os bairros Jardim São Paulo, Cidade Nova, Bubas, Três Lagoas e Vila C. 

Outros projetos também estão em pleno desenvolvimento desde o início do ano com as modalidades; artes visuais, cênicas, gráficas, capoeira e música. (Veja abaixo). 

“O Fundo tem exatamente essa função, de contemplar instituições e projetos da sociedade civil, dando alcance a quem vive nos bairros. Diversas áreas foram contempladas e cumprem função de atender a sociedade, além de fomentar o trabalho de artistas locais”, confirmou o diretor presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues. 

União
As oficinas são ministradas por membros da Coart e tratam não apenas da produção de peças em feltro, mas também sobre dicas práticas de empreendedorismo. “Queremos que essas mulheres não somente produzam e guardem essa produção, mas também que possam ter uma visão diferente de um possível negócio, de criar um produto que possa ser rentável”, disse a artesã da Coart que ministra a oficina, Simone Lotero. 

Para levar aos clubes de mães as atividades, a associação desenvolveu junto a seus integrantes um estudo iconográfico. “Redesenhamos a arte da vida, definindo melhor as silhuetas dos bichos e atendendo também um desejo do turista que busca uma mostra da arte local” explicou. A partir daí, cinco diferentes oficinas foram criadas sobre esses formatos. A primeira delas foi com a figura de um pássaro que ilustrou descansos de panelas feitos de tampinhas de refrigerante e feltro. 

“Achei muito lindo e nunca tinha mexido com esse tecido (feltro). Já aprendi muita coisa e agora quero focar para abrir meu negócio. Quero abrir algo com arte, com o que tenho aprendido”, disse a dona de casa Maria de Azevedo, do Clube de Mães do Cidade Nova. 

Para a presidente do grupo, Sandra “Tina” Procópio, a ideia de trazer a oficina auxilia não somente no aprendizado, mas também a dar nova perspectiva às mulheres. “Aqui a gente se encontra, conversa, dá risada e aprende. Costurar é uma diversão, mas muita gente aprende para servir de renda”. 

Conheça outros projetos aprovados
Artes cênicas - Teatro, Dança e Circo - Narrativas sobre o feminino
Artes cênicas - Teatro, Dança e Circo - O encanto do Ballet
Artes visuais e gráficas - Tramas urbanas de fronteira
Artes cênicas - Teatro, Dança e Circo - História que vem da terra - A horta dos saberes
Capoeira - A capoeira na comunidade
Música - Iguassu - Thiago Rossato e Sofia Goulart
Artesanato e artes aplicadas - A vida no lago
Artes visuais e gráficas - Muralismo na ocupação Bubas: história da vida e território
Música - A música das missões jesuíticas

Comentário