Buscar
PORTAL
DA SAÚDE
PORTAL
24 HORAS
Iptu Issqn Refis
Refis Refis
Agência de Notícias

12/02/2019 11:27
Curso é voltado a profissionais de serviços com responsabilidade pelo acompanhamento de alunos de graduação e residentes nos serviços do SUS



Comente!

Esta semana, a secretária de Saúde Kátia Yumi Uchimura recebeu a representante do projeto de desenvolvimento da gestão de Programas de Residência e da Preceptoria do SUS, Carolina Santanna, para fechar uma parceria com o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês (SP).

O projeto foi desenvolvido em parceria com o Ministério da Saúde, com recursos do PROADI-SUS. Abrangendo diversas regiões do país, a oferta para a realização do programa foi definida em discussão entre membros do Conselho Nacional de Secretarias de Saúde, Ministério da Saúde, IEP numa pactuação de gestoras dos sistema único. Foz do Iguaçu foi contemplada para receber a especialização em Preceptoria no SUS (PSUS). 

O PSUS é voltado a profissionais de serviços com responsabilidade pelo acompanhamento de alunos de graduação e residentes nos serviços do SUS. E tem como objetivo contribuir para a melhoria da atenção à saúde no SUS, por meio da capacitação de profissionais que atuam como preceptores em cenários reais de cuidado à saúde, visando à reorientação articulada dos modelos de atenção e de formação, no sentido da ampliação da qualidade, do acesso e da integralidade do cuidado em redes de atenção à saúde. 

O curso, que usa metodologias ativas com facilitador na região, terá 20 vagas e acontece de maio de 2019 a dezembro de 2020. No total serão 388 horas/aula, com 288 delas presenciais. O restante será ministrado por especialistas e coordenadores via videoconferência. O segundo curso do programa, Gestão de Programas  de Residência no SUS, acontece em São Paulo. Nesta, a saúde de Foz também terá vagas reservadas. 

Foco
O projeto de Desenvolvimento da Gestão de Programas de Residência e da Preceptoria no SUS - DGPSUS visa apoiar e qualificar a gestão de programas de residências e outras iniciativas educacionais, incluindo a graduação e as residências em saúde (médica, multiprofissional e uniprofissional). Dirige-se a profissionais inseridos no processo de ensino-trabalho em saúde, no processo de expansão e na preceptoria de residentes e de graduandos no SUS.

O foco do projeto é a mudança das realidades de formação no SUS, por meio de intervenções organizadas, construídas, implementadas, monitoradas e avaliadas ao longo do projeto.

Tem como meta capacitar gestores e preceptores de programas de residência e graduação, sendo orientadas para apoio à implementação de políticas de saúde, a articulação da relação ensino-trabalho, o fortalecimento das instâncias de gestão regionais e das redes de atenção e educação comprometidas com a transformação das diferentes realidades. 


Comentário