Buscar
PORTAL
DA SAÚDE
PORTAL
24 HORAS
Iptu Issqn Refis
Refis Refis
Agência de Notícias

11/01/2019 18:21
Solenidade contou com as presenças do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles e do Governador do Estado, Ratinho Junior



Comente!

O prefeito em exercício de Foz do Iguaçu, Nilton Bobato, participou ontem (10), da solenidade comemorativa dos 80 anos de criação do Parque Nacional do Iguaçu, unidade de conservação que abriga o maior remanescente de floresta Atlântica da região sul do Brasil. O ato contou com a presença do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles e do Governador do Estado, Ratinho Junior. 

Bobato enfatizou o processo de conservação da unidade ao longo dos anos. “O PNI é a prova de que é possível conviver harmonicamente entre desenvolvimento, turismo e preservação. Parabéns aos trabalhadores e gestores do Parque, por esta data. Foz, tem uma relação simbiótica com o Parque, de convivência harmoniosa e de interdependência, e só nos resta agradecer por este presente que a natureza nos deu e o trabalho de muitas gerações que foi capaz de conservar”, disse. 

Ratinho Junior ressaltou que em sua gestão, todo o planejamento da infraestrutura será feito de forma a alinhar a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento econômico do Estado, visando sempre a geração de emprego, renda e riquezas para a população. “O Parque Nacional do Iguaçu é a prova máxima de que isso é possível. Talvez não tenha um projeto de tanto sucesso como esse, que preserve a natureza e promove a economia”, afirmou o governador. 

O ministro Ricardo Salles, recebeu algumas demandas para o Estado, e se comprometeu a desenvolver uma agenda conjunta. “Estamos criando uma agenda comum com o Paraná, cem por cento apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro, com foco no destravamento de investimentos para o turismo, conservação e licenciamentos ambientais fundados em questões comprovadas tecnicamente, sem ideologias e explicações dogmáticas”, disse. 

PNI 

O Parque Nacional do Iguaçu, criado em 10 de janeiro de 1939, pelo Decreto N° 1.035, abriga o maior remanescente de floresta Atlântica (estacional semidecídua) da região sul do Brasil. O Parque Nacional protege uma riquíssima biodiversidade, constituída por espécies representativas da fauna e flora brasileiras, das quais algumas ameaçadas de extinção. Com bons resultados, a população de onça-pintada, animal símbolo do parque, cresceu cerca de 70% nos últimos anos. 

Já a visitação turística, que colabora para o desenvolvimento da economia local e regional, atingiu em 2018 sua melhor marca de todos os tempos, cerca de 1 milhão e 900 mil visitantes. 

PRESENÇAS 

Também participaram da solenidade o Chefe da Casa Civil, Guto Silva; o secretário de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente, José Truda Palazzo Junior; o presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), Adalberto Eberhard; o presidente da Itaipu Binacional, Marcos Stamm, deputados estaduais e federais, vereadores além de outras autoridades.
Comentário