Buscar
PORTAL
DA SAÚDE
PORTAL
24 HORAS
Iptu Issqn Refis
Refis Refis
Agência de Notícias

14/09/2018 08:54
Organização do evento estendeu o convite para a escritora na próxima edição da FIL, em 2019



Comente!

A escritora Conceição Evaristo anunciou esta semana que não poderá comparecer a 14ª Feira Internacional do Livro e ao 1º Festival Literário de Foz do Iguaçu. A participação da autora estava marcada para o dia 18 de setembro, terça-feira. 

A assessoria de Conceição Evaristo informou que por motivos de saúde e recomendação médica, a escritora não poderá viajar do Rio de Janeiro para Foz do Iguaçu. “Reafirmamos os nossos agradecimentos pela deferência do convite, assim como apresentamos o nosso pedido de desculpa pela impossibilidade de participação de Conceição Evaristo no evento. Esperando novas oportunidades para trabalhos futuros, nos colocamos à disposição”, diz um trecho da carta enviada à organização do evento. 

Nesta edição, a FIL homenageia, in memorian, a escritora Carolina Maria de Jesus, reconhecida internacionalmente pela obra “Quarto de Despejo”. “Ao homenagear Carolina, queremos homenagear todas as autoras e autores negros deste país e nos engajar na luta de futuramente Conceição Evaristo fazer parte da Academia Brasileira de Letras, sendo a primeira mulher negra a fazer parte da ABL”, disse o diretor presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues. 

Ele lamentou a ausência da escritora na feira, mas manteve o convite para a próxima edição do evento, em 2019.  “Não temos como mensurar a perda de Conceição Evaristo num evento como esse, mas nos sensibilizamos e entendemos o que aconteceu. Ela era uma das personalidades mais esperadas para a feira, mas de antemão, já estendemos o convite para que ano que vem ela esteja conosco. Ficamos na torcida para que ela se recupere o quanto antes, para continuar esse caminho lindo de luta e militância pela literatura”, completou. 

Feira do Livro 
Atualmente, a FIL representa um dos mais importantes espaços para as expressões da literatura nacional e internacional, bem como se destaca como importante palco da diversidade cultural e artística do país. 

Já passaram pela Feira Internacional do Livro importantes escritores como Ana Maria Machado, que foi a homenageada da edição passada. Além das personalidades da literatura, músicos que consagram a cultura popular brasileira se destacaram no palco da FIL. Entre eles, Martinho da Vila, Zeca Baleiro, Erasmo Carlos, dentre outros importantes nomes da cena musical. 

Biografia
Maria da Conceição Evaristo de Brito, a Conceição Evaristo, nasceu em Belo Horizonte (MG) em 1946. De família humilde, mudou-se para o Rio de janeiro em 1973. Graduada em Letras pela UFRJ, trabalhou como professora da rede pública de ensino da capital fluminense. É Mestre em Literatura Brasileira pela PUC do Rio de Janeiro e Doutora em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense (UFF). 

Em junho de 2018, Conceição Evaristo oficializou sua candidatura à Academia Brasileira de Letras, entregando a carta de autoapresentação para concorrer à cadeira de número 7, originalmente ocupada por Castro Alves. A eleição ocorreu em 30 de agosto, Conceição recebeu um voto. O cineasta Cacá Diegues foi eleito. 

Militante dos movimentos de valorização da cultura negra no Brasil, estreou na literatura em 1990, quando passou a publicar seus contos e poemas na série Cadernos Negros da Quilombhoje, um coletivo cultural de São Paulo.

Desde então, seus textos vêm angariando cada vez mais leitores. A escritora participa de publicações na Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos. Em 2003, publicou seu primeiro livro, o romance Ponciá Vicêncio, pela Editora Mazza, de Belo Horizonte.

Suas obras, em especial o romance Ponciá Vicêncio, abordam temas como a discriminação racial, de gênero e de classe. A obra foi traduzida para o inglês e publicada nos Estados Unidos em 2007.  Atualmente leciona na UFMG como professora visitante. Em 2017, Conceição Evaristo foi tema da Ocupação do Itaú Cultural de São Paulo, contemplando aspectos da vida e da literatura da escritora. Ela também participou da Flip 2017, a Festa Literária Internacional de Patary (RJ). 

Em 2018, a escritora recebeu o Prêmio de Literatura do Governo de Minas Gerais pelo conjunto de sua obra.

Obras 
Ponciá Vicêncio (2003)
Becos da Memória (2006)
Olhos d`água (Editora Pallas, 2014) 

Insubmissas lágrimas de mulheres (Editora Malê, 2016)
Histórias de leves enganos e parecenças (Editora Malê, 2016)
Poemas da recordação e outros movimentos (2017)



Comentário