Buscar
PORTAL
DA SAÚDE
PORTAL
24 HORAS
Iptu Issqn Refis
Refis Refis
Agência de Notícias

01/02/2018 14:13
Estratégia é ampliar o share no mercado norte-americano, com a implantação do visto eletrônico para cidadãos dos Estados Unidos.



Comente!

A visitação de turistas norte-americanos ao Brasil deve dobrar, a partir de agora. A previsão é de Terry Dale, presidente da USTOA (Associação dos Operadores de Turismo dos Estados Unidos), animado com a implantação do visto eletrônicos para os portadores de passaporte dos EUA. A informação foi confirmada pelo presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, na cerimônia de lançamento dessa novidade para o mercado. 

Para Lummertz, o Brasil é o país com o maior potencial de crescimento turístico no mundo atual. Apostando nessas premissas, o turismo de Foz desembarcou em Nova York, na semana passada, se antecipando no trabalho de promover o Destino Iguaçu e crescer no mercado estadunidense.

Além de participar da cerimônia de lançamento do Brazilian e-Visa, Foz do Iguaçu foi representada no The New York Times Travel Show, evento que reuniu os principais destinos turísticos do planeta, além dos maiores operadores dos Estados Unidos. “Foi um evento sob medida para a ocasião. Temos de aproveitar esse momento em que os americanos ganham mais facilidade de vir ao Brasil e incentivá-los a conhecer o que temos a oferecer em Foz do Iguaçu”, disse Washington Sena, Diretor de Promoção, Marketing e Eventos do Turismo. 

Sena explicou que a ação foi de iniciativa da Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio e Projetos Estratégicos, em parceria com a Embratur e a Embaixada do Brasil nos EUA, dentro da estratégia da Gestão Integrada do Turismo.  

O Destino Iguassu foi representado pela servidora, Jandira Cordeiro de Jesus, que tem ampla experiência em ações desse tipo e que aproveitou a ocasião para estreitar relações com os operadores norte-americanos. Além disso, a servidora fez sondagens de mercado, para ajudar no planejamento de ações futuras. 

“Já temos informações de um novo vôo entre Miami e Salvador. Como Foz terá uma ponte com Salvador, a partir de fevereiro, o mercado começa a jogar a nosso favor”, comemorou Sena, destacando que o futuro é promissor para a Terra das Cataratas.

Em fevereiro, o secretário, Gilmar Piolla, participará de um evento de aviação no Equador, onde Foz do Iguaçu já tem um espaço reservado e é esperada para apresentar suas projeções em relação ao mercado aéreo. “É mais uma chance que teremos de mostrar os projetos de ampliação do nosso aeroporto e tentar ganhar mais vôos diretos da América do Sul e América Central”, declarou Piolla, que já conversa com a panamenha Copa Airlines para criar uma rota direta com a Cidade do Panamá. 

“Quando tivermos esse vôo, ganharemos não só o mercado dos Estados Unidos, mas facilitaremos o acesso de turistas de diversas partes do mundo”, projeta o secretário.

Comentário